CEO da Reis Office comenta sobre a importância das regras de compliance dentro de uma organização

06 abr CEO da Reis Office comenta sobre a importância das regras de compliance dentro de uma organização

Por José Martinho Reis*

Após as investigações da operação Lava-Jato realizadas pela Polícia Federal desde 2013, a Lei Anticorrupção entrou em vigor não só para instituições públicas, mas também para as empresas privadas. Aqueles que se negam a aderir à transparência, estão fadados a arcar com multas e vão contra a atual tendência do país, que preza pela lisura e reforça a fundação de mecanismos para evitar atos ilegais, como fraudes ou corrupção.

Entre os principais motivos que geram atitudes desonestas estão pressão exagerada, metas irreais, falta de acompanhamento nas técnicas usadas pelos funcionários, cobrança de resultados descabida, além de crescimento rápido e sem precedentes.

A pior parte dessa história é que, dependendo da dimensão da empresa, os responsáveis nem sempre têm conhecimento do que acontece dentro do próprio escritório e são punidos pelos erros de terceiros. E é por isso que metodologias são criadas para controlar e combater as más práticas. O compliance é um bom exemplo de uso preventivo e educacional. Se traduzido ao pé da letra, o termo de origem inglesa quer dizer “agir de acordo com ” determinada regra.

Ter um bom profissional ou uma equipe que investiga a conformidade de todos os processos por meio de auditorias, pode evitar algumas ações que levantam suspeitas. Outra possibilidade é criar um código de ética e conduta para os colaboradores, com as práticas valorizadas internamente. Nesse documento é interessante conter os valores e a cultura de cada ambiente de trabalho para melhor entendimento de cada um.

No entanto, de nada adianta montar cartilhas e não incentivar os contratados a utilizá-las. Uma boa maneira de colocá-las em prática é aplicar cursos e treinamentos, medidas que vêm se mostrando cada vez mais eficazes. Entretanto, é importante entender que a mudança deve começar pelos líderes. Afinal, se a diretoria não der bons exemplos aos seus colaboradores, é impossível exigir uma conduta profissional dentro dos limites éticos.

* José Martinho Reis é fundador e presidente da Reis Office, empresa líder em outsourcing de impressão e soluções para digitalização, transmissão e armazenamento de documentos.

 

Sobre a Reis Office:

Sempre orientada pela tecnologia e evoluindo junto ao mercado, a Reis Office (Rua Francisco Antunes, 598 – Guarulhos – SP) acompanha o desenvolvimento do mercado de impressão desde sua fundação, em 1984. A empresa tem como missão imprimir soluções e sempre levar as melhores inovações de outsourcing para seus clientes por meio de uma equipe qualificada e bem treinada. Líder em soluções completas para impressão, digitalização, transmissão e armazenamento de documentos, a companhia atua em parceria com grandes marcas como Brother, Canon, Kyocera e OKI. Além de trabalhar somente com produtos de alta qualidade, a Reis Office também conta com as certificações ISO 14001, que estabelecem diretrizes sobre gestão ambiental, e ISO 9001, que define padrão de qualidade e sistemas em geral. Para mais informações, acesse: www.reisoffice.com.br

Ainda não há comentários.

Escreva um comentário