Conheça os 5 imóveis leiloados mais caros segundo a Zukerman Leilões

04 dez Conheça os 5 imóveis leiloados mais caros segundo a Zukerman Leilões

Por André Zukerman*

Imóveis com grande valor de mercado podem ser vendidos de maneira mais fácil por meio de leilões em empresas especializadas no segmento imobiliário, atraindo muitos potenciais compradores ao investir em diversas formas de divulgação, on-line e offline.

Propriedades que poderiam sofrer dificuldades comerciais são leiloadas com data e hora marcada, atraindo um grande número de interessados dispostos a ofertar lances para adquiri-las. O negócio é atrativo tanto para quem vende, pois foge-se de especulações do mercado, quanto para quem deseja comprar, uma vez que o valor pode ser até 60% menor que o de mercado. Confira os 5 imóveis mais caros já leiloados pela Zukerman Leilões nos últimos cinco anos:

1º lugar: prédio do Jockey, em São Paulo

O prédio foi leiloado em 2013 de maneira extrajudicial (quando o imóvel não está envolvido em nenhum processo judicial ou ação de desocupação). O bem estava dividido em diversos lotes, mas o arremate foi feito por uma única pessoa por R$ 90 milhões.

2º lugar: terreno em São Bernardo do Campo

O bem, com mais de 23.600m2 e área construída maior que 10.500m2, está localizado no bairro Rudge Ramos. Dentre as construções, estão inclusos prédio e galpões. A propriedade, já com as benfeitorias, foi arrematada por quase R$ 29 milhões, sendo que a aquisição foi em segunda praça. Na primeira, o valor era superior a R$ 48 milhões.

3º lugar: edifício comercial em Curitiba

Localizado no bairro Trevo do Atuba, com área útil superior aos 60 mil m2 e 29.400 m2 construídos, o bem foi leiloado por R$ 20 milhões, sendo que o imóvel não estava envolvido em nenhum processo judicial. O leilão ocorreu em 2016 e a propriedade foi adquirida com um ágio de R$ 5 milhões, uma vez que o valor inicial era de R$ 15 milhões.

4º lugar: imóvel no Rio de Janeiro

O bem, que fica na Freguesia da Candelária, foi leiloado em 2016 por R$ 13,8 milhões, contando com 23 lances, sendo um pregão bem concorrido. O motivo para a quantia de lances é simples: o bem estava locado para uma agência bancária, sendo uma excelente oportunidade de investimento. O banco em questão pagava, mensalmente, um valor acima de R$ 139 mil de aluguel, garantindo um rápido retorno sobre o valor pago.

5º lugar: prédio industrial no Paraná

O quinto e último leilão da lista ocorreu em Arapongas, no Paraná. O prédio industrial está localizado no bairro Gleba Patrimônio Arapongas e o arremate ocorreu em 2014 pelo valor de R$ 9,5 milhões. O imóvel conta com uma área maior que 16 mil m2 e não participava de nenhum processo judicial, sendo vendido por meio de leilão extrajudicial.

*André Zukerman é diretor da Zukerman Leilões, empresa referência em leilões imobiliários. https://www.zukerman.com.br/

Ainda não há comentários.

Escreva um comentário