Lições que aprendi ao entrar para o time de uma assessoria de imprensa conceituada

19 jun Lições que aprendi ao entrar para o time de uma assessoria de imprensa conceituada

por Mariana Vieira*

Ainda na adolescência, quando tive a chance de trabalhar em uma organização de eventos, tive um insight: “É isso que quero pra minha vida!”. Lidar com pessoas era algo que me motivava e me mantinha alegre. Por isso, a graduação de Relações Públicas foi uma das primeiras opções que me saltaram aos olhos quando estava na busca de um curso para prestar vestibular. Durante a fase de universitária, passei por algumas agências, porém, sempre focadas em planejamento integrado, que iam desde criação de peças até execução de ações de marketing.

Aos 25 anos, me vi sem emprego e com uma oportunidade que batia à minha porta: uma vaga de relacionamento com a imprensa na NB Press. Já conhecia a boa reputação da empresa no mercado, mas sabia que tinha um grande desafio pela frente. Afinal, convencer repórteres que você tem um material relevante em mãos e entregar um resultado satisfatório ao cliente, não é trabalho fácil.  Mas decidi aceitar o desafio.

Me deparei com uma equipe especializada nessa área, que se mostra disposta a ajudar os novatos e é sempre bem comprometida com as atividades. Após alguns contatos e mesmo com algumas pautas emplacadas, comecei a perceber que precisava de mais. Sempre soube da importância do planejamento estratégico e vi que não seria diferente ao fazer follow-up. Durante algumas conversas informais com dicas de como poderíamos melhorar, senti a necessidade de algo mais aprofundado, onde eu pudesse tirar as várias dúvidas que surgiram, entender a fundo o perfil de algumas editorias e como poderia explorá-las.

Ao perceber essa minha necessidade, recorri à Nicole Barros, CEO da NB Press, que com uma bagagem de 15 anos em assessoria de imprensa, se dipôs a me passar um verdadeiro treinamento. Percebi que mais do que pensar nas técnicas de divulgação de cada material, é necessário selecionar a dedo quais são as mídias que falam sobre o assunto e que poderiam publicá-lo, para que haja repercussão efetiva.

Além de aumentar as chances de uma boa publicação, essas medidas nos ajudam a conhecer melhor os interesses daquele veículo. Desta forma, conseguimos até mesmo preparar pautas exclusivas e pensadas para cada um, que muitas vezes representam o sonho do cliente. Além disso, essa aproximação nos ajuda a construir um bom relacionamento com os jornalistas,  aumentando também a chance de sermos lembrados como fontes confiáveis. Após entender todo este processo, sigo empenhada no afunilamento e na atualização do mailing e, claro, o resultado já começa a aparecer com aumento. O maior apredizado que tiro desses três meses de NB é: quando a pauta é bem conduzida, o alvo é atingido com triunfo.

* Mariana Vieira é profissional de relacionamento com a imprensa da NB Press Comunicação, agência especializada em relações públicas com portfólio de mais de 50 clientes. Para saber mais, acesse: nbpress.com e as páginas nas redes sociais: Facebook, Instagram e Linkedin.

Ainda não há comentários.

Escreva um comentário