Programas de benefícios: o respiro para quem precisa de remédios

11 jan Programas de benefícios: o respiro para quem precisa de remédios

Por Fernando Cascardo*

No atual momento do país, tratar da saúde é algo caro. Os planos e convênios sobem a cada ano, o serviço público não atende a demanda da população e os medicamentos pesam no bolso. No começo de 2017, o governo autorizou o aumento de até 4,76% nos produtos vendidos nas farmácias. Apesar de o Ministério da Saúde alegar que esse foi o menor acréscimo da década dentro desse segmento, quem sofre com doenças crônicas sente cada moeda gasta com a inflação. Afinal, estamos falando de uma despesa mensal fixa na vida de alguns brasileiros.

Apesar de pouco conhecidos pela sociedade, uma saída para baratear esse custo são os programas de benefícios, que chegam a abater até 70% do valor original da mercadoria. Chamados também como PBM, dão acesso aos remédios de uso contínuo e de alto valor, incentivando os pacientes a não abandonarem o tratamento. Por regras da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as indústrias são proibidas de fazer propaganda dessas iniciativas, pois a prática é considerada um incentivo à compra de medicamentos. Por isso, as pessoas sabem que têm direito ao desconto apenas por meio dos médicos ou dos farmacêuticos, no momento da compra.

O GoPharma, aplicativo que funciona com base na geolocalização e aponta as farmácias mais próximas do usuário, também mostra diversos programas de benefícios de laboratórios. Outra vantagem é apontar quais locais têm parcerias com esses programas, quanto cedem de redução e quais redes são credenciadas. É importante ressaltar que os clubes têm regras que podem variar de acordo com cada produto, com descontos progressivos ou o famoso “pague 2 e leve 3”, o que chamamos de caixa adicional, entre outros.

Ao total são treze programas de benefícios que permitem adesão diretamente no GoPharma, porém o intuito dos desenvolvedores é fazer com que esse número cresça cada vez mais. No entanto, mesmo no caso de programas que ainda não permitem o cadastro via GoPharma, ainda assim é possível localizar as redes de farmácias credenciadas, para maior comodidade dos usuários.

A plataforma também traz informações sobre os estabelecimentos, como a localização de farmácias quem possuem delivery, se há estacionamento, sala de aplicação, atendimento 24 horas, telefone e horário de atendimento – com o app, inclusive, é possivel traçar a rota mais fácil até a farmácia.

*Fernando Cascardo é sócio-diretor do Grupo InterPlayers, desenvolvedora do app GoPharma – um canal completo, com recursos de localização de farmácias, guia de serviços e informações, de busca de produtos, além de um serviço de auto adesão e acesso aos programas de benefícios disponibilizados pela indústria farmacêutica. O app já conta com mais de 40 mil farmácias cadastradas em 90% dos municípios brasileiros, além de mais 4 mil produtos – números que devem crescer exponencialmente ao longo de 2017.

Ainda não há comentários.

Escreva um comentário