Saiba se o seu desfile corporativo está em primeiro lugar

24 fev Saiba se o seu desfile corporativo está em primeiro lugar

No desfile das Escolas de samba, cada detalhe tem importância e significado, em uma festa que é um exemplo de planejamento. Nesta divertida comparação dá para ter uma ideia de como nos negócios, assim como no samba, somar criatividade a profissionalismo faz a diferença.

Comissão de frente: em uma empresa é a interação com os clientes que deixa uma boa primeira impressão. No samba, o primeiro contingente humano tem a função de se aproximar do público e jurados. “O relacionamento com cliente é vital para o sucesso no mundo dos negócios. É preciso ter total compreensão do comportamento do consumidor para interagir com ele de forma inteligente. Investir em novas tecnologias e na capacitação da equipe é fundamental para aprimorar o modelo de interação”, diz Rouman Ziemkiewicz, CSO da Mutant, empresa brasileira especializada em soluções de Customer Experience e Jornada do Cliente.

Abre-alas: é a primeira alegoria apresentada e normalmente, traz o símbolo da agremiação, que contém os elementos que criam sua identidade visual. No mercado, esse elemento é a identidade corporativa, a marca. “A identidade corporativa é a primeira comunicação de uma empresa com seu público e, por isso, precisa chamar a atenção. Se a imagem for bem construída, ela naturalmente transmitirá qualidade e confiança”, explica Thiago Régis, diretor de novos negócios da agência de marketing digital Pílula Criativa.

Carros alegóricos: podem ser comparados aos  e-commerces, pois, assim como na avenida eles têm a missão de apresentar o tema da escola, a plataforma virtual é a responsável por dar a sustentação necessária para que possam ter um bom desempenho. “Uma estrutura que garanta o pleno funcionamento de uma loja virtual, com alta disponibilidade e capacidade de integração, é essencial para o sucesso das operações de venda”, ressalta Maurício Correa, diretor e comercial e de Marketing da EZ Commerce, fornecedora de tecnologia para lojas virtuais. 

Mestre-sala e porta-bandeira: reconhecida pelo bailado criativo, a dupla é avaliada por sua performance durante o desfile, por trazer encantamento. Nas lojas virtuais são as abordagens diferenciadas que ajudam a ter bom desempenho. “Algumas empresas chegam a investir milhões de reais para captar clientes, mas, na média, apenas 2% finalizam suas compras. Portanto, passou a ser fundamental mapear o comportamento do público para entender o que ele procura, e daí oferecer uma experiência personalizada”, afirma Isaac Ezra, CEO da ShopBack, plataforma de engajamento de usuários por meio de Big Data.

Bateria: é No mundo corporativo, ela pode ser comparada à gestão, quem “empurra a Escola” para que uma empresa não saia do compasso. “É de extrema importância que os gestores tenham entendimento do que se passa com as finanças de sua empresa, uma vez que um fluxo de caixa saudável representa negócios mais saudáveis”, comenta Fabrício Costa, CEO da Equals, especializada em gestão e conciliação de vendas com cartões de crédito e débito.

Rainha de bateria: a fim de despertar atenção do público, ela é a representante de cada marca. “Assim como as celebridades chamam mais atenção de uma determinada escola, os influenciadores trazem mais credibilidade no mundo dos negócios”, diz Gian Marco La Barbera, COO da iFruit, agência brasileira de Digital Influencers Content.

Ainda não há comentários.

Escreva um comentário