O RH da sua empresa demonstra empatia? Esse atributo é cada vez mais essencial!

O RH da sua empresa demonstra empatia? Esse atributo é cada vez mais essencial!

Por Charys Oliveira *

Independentemente do setor de atuação, a maioria dos profissionais sabe que a sigla RH representa a área de “Recursos Humanos” de uma organização. Entretanto, entender o que significa, de fato, essa expressão vai muito além dessas duas letras. O departamento cuida do principal ativo de qualquer empresa: seus próprios colaboradores. Ele deve criar estratégias que cuidam dos relacionamentos internos, da contratação de novos talentos e valorização daqueles que já trabalham na companhia. Mas, entre dados e planilhas que mostram a produtividade e o desempenho de cada colaborador, é preciso avaliar também o contexto e o momento vivido por cada um. Em suma: o RH precisa ser mais empático.

 

O que é empatia?

Empatia é a capacidade que nós, humanos, temos de nos colocar no lugar das outras pessoas, compreendendo suas dificuldades e seus sentimentos. É um conceito que ficou em evidência no ambiente corporativo nos últimos anos justamente pela necessidade de as organizações compreenderem os desejos de seu público interno (colaboradores) e externo (clientes). De acordo com a pesquisa 2020 State of Workplace Empathy Study, realizada pela Businessolver, nove em cada dez profissionais acreditam que a empatia é fundamental nas empresas. Alcançá-la, entretanto, não é tão simples assim. Enquanto 90% dos CEOs acreditam que seus negócios são empáticos em todos os níveis, esse índice é de apenas 68% entre os funcionários.

 

É justamente nessa distância entre a percepção dos profissionais e da diretoria que o RH precisa atuar. Uma de suas funções é justamente alinhar os objetivos individuais com as metas corporativas – o que só é possível na atual conjuntura de transformação se houver mudança na própria forma de atuação. O departamento de recursos humanos precisa transformar seu olhar e voltar sua atenção ao colaborador. Os objetivos da empresa seguem importantes, sem dúvida, mas é o momento de se aproximar de cada um desses profissionais e tentar entender o que eles sentem e o que precisam.

 

Desafios

Hoje, a maioria dos desafios e problemas com que o RH precisa lidar dentro das empresas não têm origem nos processos internos ou nas próprias estratégias de relacionamento no dia a dia das organizações. Pelo contrário, acabam convergindo justamente para questões pessoais que atormentam o colaborador. São assuntos que normalmente extrapolam o escopo do negócio, mas nem por isso deixam de ser importantes para a área de recursos humanos. São dívidas familiares, doenças, dificuldades com filhos ou parentes, entre outras situações que acabam minando a produtividade e o desempenho. Com um olhar mais empático e humano, o setor pode minimizar essas dificuldades e ainda auxiliar a pessoa.

 

RH + Empatia= Confiança

Ao desenvolver a empatia como forma de atuação, o profissional de RH consegue antever ocasiões em que o colaborador precisa do apoio da empresa em que trabalha. Assim, fica mais fácil pensar em soluções, benefícios e alternativas que podem ajudá-lo a superar dificuldades e retomar a produtividade em seu trabalho. No caso de problemas com dívidas, a própria empresa pode disponibilizar projetos de educação e saúde financeira para suportar esse momento de dificuldade. As ações podem ser até mais simples. Há situações que não são tangíveis, mas que igualmente são acolhedoras e podem transformar a vida do colaborador.

No fim, aproximar a empresa de seus colaboradores não requer estratégias mirabolantes, iniciativas complexas ou a reformulação profunda de todos os processos. Basta que o RH repense a forma como encara os colaboradores da empresa. Ao ser mais empático e buscar compreender os problemas e desafios que atormentam as pessoas, um importante primeiro passo já foi dado. A organização não só descobre como e quando ela pode ajudar, mas os profissionais sentem que podem confiar no local onde trabalham – e quando há mais confiança e respeito envolvidos, o aumento de produtividade e engajamento será  uma (excelente) consequência para todos.

 

* Charys Oliveira é Head de Saúde Financeira da Ahfin, fintech RH com foco em saúde financeira – e-mail: ahfin@nbpress.com

 

Sobre a Ahfin

Fundada em 2020, a Ahfin é uma fintech RH, incubada pela Ahgora Sistemas, com foco em saúde financeira. A empresa é um fruto de anos de observação de operações que não deram os lucros esperados e de como as preocupações financeiras individuais podem afetar o trabalho de toda uma equipe. Por isso, o conceito é de que, por meio do RH das empresas, o colaborador possa solicitar créditos financeiros de forma simples e livre de burocracias, ao mesmo tempo que a empresa zela pelo fim de suas preocupações – consequentemente fazendo com ele possa ter suas atenções novamente voltadas para o trabalho. Vale salientar que os benefícios oferecidos pela Ahfin não apresentam nenhum custo para a empresa – ahfin@nbpress.com

 

Informações à imprensa 

NB Press Comunicação 

Tel.: 55 11 3254 6464 l 55 11 99937-3715

E-mail: ahfin@nbpress.com

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Microviolências

Microviolências

*Por Ronaldo Ferreira Júnior   Você sabe qual é o animal mais perigoso do mundo? Se sua resposta foi um dos “big five” que povoam o